Farândula da Ciência

Ciência em Geral

Heisenberg e a ciência na Alemanha

Nesse post citarei um amigo meu, o Leonardo Motta que é dono do Blog Superbrana e é colaborador do Blog Arsphysica (do qual também colaboro).

Eu estou lendo uma excelente biografia do Werner Heisenberg que foi publicada este ano, e fiquei pasmo de ler que na Alemanha do pré-guerra, quase todos os professores de colégio eram doutores em suas disciplinas, e publicavam artigos em periódicos acadêmicos em pelo menos duas disciplinas.

Por exemplo, os prof. de matemática corriqueiramente publicavam sobre física. Isso era verdade em ao menos dois colégios de Munique, o que o Heisenberg e Planck estudaram (Maximilians) e o que o Albert Einstein estudou (Luitpold). O pai do Heisenberg era professor de estudos gregos em colégio antes de se tornar professor da Universidade de Munique.

Ele era o único filólogo especialista em letras gregas clássicas da Alemanha depois que o professor orientador de doutorado dele em Munique morreu, e ainda assim, era professor de colégio. Ele publicou vários artigos acadêmicos sobre a sua disciplina enquanto era professor colegial.

Ah, e segundo o biografo, estas posições eram social e economicamente prestigiadas, mesmo acima de homens de negóciosentão veja outro número que pasma: dos cerca de 40 alunos da turma do Heisenberg, segundo os registros do colégio, 20 queriam seguir em carreira de ciência, medicina e engenharia. Só três pronunciaram-se por uma carreira em bancos, e um em antropologia. Esta era, parece, a elite economica da Alemanha naquela época. Esse colégio era o segundo maior da cidade, só perdia para o Luitpold.

O August Heisenberg, pai do Werner, passou a ganhar um salário três vezes maior como prof de colégio do que ele ganharia como dono de negócio de artesanato. Na família burguesa de comerciantes e donos de pequenos negócios, ele só não ganhava mais que o irmão dele, tio do Werner, que foi para a América e era dono de uma fábrica de botões.

Essas palavras do Leonardo me inspiraram a escrever uma série de posts sobre Ciência na Europa, e tecer alguns comentários sobre o respeito e admiração que a sociedade atual perdeu pela figura do Cientista e principalmente do Professor.

Infelizmente os valores de nossa sociedade atual estão trivializados. Cada vez menos nos preocupamos em entender conceitos básicos de Ciência, e em desenvolver nosso intelecto. Não me entenda mal, não quero soar arrogante, e nem sou daqueles que querem impor seus próprios valores às outras pessoas. Apenas escrevi esse breve desabafo para que as pessoas que lerem este post, possam pensar um pouco sobre nossos atuais valores.
Uma dica de filme, bem interessante, e que ilustra muito bem o que mencionei anteriormente, e que de certa forma se relaciona ao que o Leonardo escreveu. O filme retrata um futuro desolador, mas não impossível, se analisarmos criticamente nossos atuais valores.


11/05/2009 - Posted by | Textos sobre Cientistas

1 Comentário »

  1. Agora falta escrever os posts sobre ciência na Europa… :p

    Comentário por Leonardo | 20/05/2009


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: